Blog

Blog

Abuso de drogas e substâncias psicoativas na esquizofrenia.

Editor do Portal 25 de junho de 2009 Artigos, Blog 2 comments
featured image

Um artigo da psiquiatra Nora Volkow, diretora do Instituto Nacional para Abuso de Drogas dos EUA, publicado na edição de maio de 2009 da revista Schizophrenia Bulletin, chama a atenção para a crescente comorbidade (i.é. associação de duas doenças) entre Dependência Química e Esquizofrenia. Um levantamento nacional a respeito do uso de drogas nos EUA em 2007 revelou o aumento da prevalência de abuso de substâncias, como álcool, nicotina, maconha e cocaína, entre esquizofrênicos em até 100 vezes superior à população geral (veja a tabela abaixo).

Taxa de uso em esquizofrênicos (média de vários estudos)Abuso ou dependência em esquizofrênicosTaxa de uso na população geralDependência na população geral
Nicotina60-90%28,5%25,9%12,8%
Maconha17-80,3%50,8%5,8-16,4%0,5%
Álcool21-86%43,1-65%2,9-17,9%5,1%
Cocaína?23%0,7-1,7%0,09%

Quase metade dos esquizofrênicos apresenta em algum momento de sua vida história de uso ou abuso de substâncias, índice bem superior à população geral, o que sugere que esquizofrênicos estejam expostos a outros fatores de risco além daqueles presentes na população. Os mecanismos por trás dessa comorbidade ainda não são bem conhecidos, mas acredita-se que envolvam distúrbios químicos cerebrais, como os relacionados à dopamina, glutamato, aos receptores nicotínicos e canabinóides (da maconha).

Uma das explicações para o abuso de substâncias em esquizofrênicos é a busca de alívio para efeitos colaterais dos antipsicóticos, como a falta de prazer, em função do bloqueio de dopamina em regiões cerebrais envolvidas com mecanismos de recompensa ou para compensar déficits cognitivos. O problema é que o uso crônico da droga exacerba os sintomas negativos e cognitivos, prejudicando ainda mais a recuperação da pessoa no sentido de uma vida produtiva e plena.

A nicotina é a droga mais prevalente entre esquizofrênicos, em parte por ser legal e pela facilidade de acesso, mas também porque o efeito da nicotina no cérebro pode aliviar alguns déficits cognitivos. Há estudos que sugerem que esquizofrênicos têm receptores nicotínicos menos funcionais e em menor número do que pessoas saudáveis e isso explicaria a melhora da cognição provocada pela nicotina (o que não ocorre com os demais fumantes).

O uso da maconha também é freqüente e ela possui o pior efeito dentre todas as demais. Estudos com ressonância magnética mostraram que com o uso de maconha a perda de substância cinzenta cerebral é até duas vezes maior do que o habitual num período avaliado de 5 anos. Uma das explicações para o uso da maconha é melhorar o controle emocional em situações de estresse, devido ao seu efeito nos receptores canabinóides cerebrais.

Os fatores genéticos e ambientais que contribuem para a esquizofrenia também estão envolvidos na dependência de substâncias. Genes que regulam a neuroplasticidade e o desenvolvimento cerebral, como o gene Neuroregulina 1, podem estar implicados nas duas patologias. Fatores psicossociais como educação e desemprego podem aumentar a comorbidade e ambas as doenças estão relacionadas a uma maior exposição e menor tolerância ao estresse, o que agrava as duas condições.

Algumas pesquisas sugerem que antipsicóticos de segunda geração podem ser mais eficazes no tratamento da dependência química associada à esquizofrenia, assim como terapias comportamentais que aliem abordagens às duas doenças. Mas existe uma grande carência de profissionais e serviços especializados no tratamento das duas condições em conjunto.

2 comments

Camila Anghinoni - 24 de setembro de 2014

Olá, boa tarde.
Primeiramente gostaria de falar que gostei muito do blog, o conteúdo me ajudou muito a entender melhor esse transtorno, pois sou estudante de psicologia e estou tendo essa matéria agora.
Mas eu gostaria de deixar uma dica para você(s), pois estou fazendo um trabalho sobre esse assunto e percebi que não tem o nome do autor do texto ou a data em que foi publicado (ou pelo menos eu não encontrei rs), isso complica um pouco para as pessoas que querem usar o blog de vocês como referência nos trabalhos, já que não tem como colocar a citação corretamente.
Enfim, é isso. Muito obrigada pela atenção e parabéns pelo blog!

Editor do Portal - 15 de outubro de 2014

Camila,

Obrigado pela sua dica! Ao final de cada artigo tem o autor, a data aparece na figura. Os conteúdos que descrevem a doença e que estão sob o tópico “A Esquizofrenia” são todos de autoria do editor do portal, Dr Leonardo Palmeira. Um abraço!

Add your comment