Blog

Blog

5 comments

Ana Cristina Vitoriano de Macedo - 25 de janeiro de 2013

Tenho um sobrinho de 17 anos de idade com problemas de disturbios mentais não absolutamente diagnósticado como transtorno bipolar ou esquizofrenia,eu queria saber onde posso encontrar centros de terapia ocupacional para ele e para a família,para aprender como le dar com ele.

Leonardo Palmeira - 4 de fevereiro de 2013

Ana, existem os CAPS, que são centros de tratamento que possuem oficinas terapêuticas. Em nosso site você encontra o endereço de todos os CAPS. Acesse “CAPS e Hospitais” em “Atendimento” na barra superior do site.

VERA CRISTINA VITOR SANTOS - 4 de março de 2013

ENVIAR VIDEO P MEU EMAIL

juliana galvao ramos - 1 de março de 2014

oi boa noite gostaria de saber sobre esquisofrenia panoide e como as crises nesses casos o paciente surta…….juliana galvao

Dr. Leonardo - 19 de outubro de 2014

Hoje me deparei mais uma vez com um desanimo e falta de coragem para continuar enfrentando um problema de doenca mental em minha casa/familia, que perdura por cerca de mais de 30 anos. Essa irma ja tratou no hospital pinel por longos anos e tambem ja foi internada e tratada aqui onde resido e trabalho. Meu Deus, nao sei como eu e minha familia temos suportado toda essa tortura… Por mais amor, vontade e ajuda a ela, nas crises e fora dela… Estamos, todos, esfriando os sentimentos tambem, porque a cada crise e ultimamente, ela nos rejeita e agride e mente e exagera etc… O quadro dela foi diagnosticado no Pinel por Transtorno bipolar. Aposentou com esse codigo, mas ao longo dos ultimos anos… vem mudando sua personalidade para pior e ate aderiu o sobrenome de uma autoridade brasileira ao seu nome. Ela o tem como um relacionamento afetivo e por ser uma cientista politica, se ligou a ele, talvez por motivos intelectuais. Ela nunca trabalhou na area… porque ficou doente enquanto estudava… Por ultimo, como ia dizendo, ela nao conseguia reagir ao tratamento medico. Ha 4 anos, mais ou menos, depois de uma internacao longa no pinel teve tambem aqui internacoes diversas, meio longas e por ultimo, uma com mais de um ano (onde nao foi bem acompanhada com medicamentos…) e mais dois meses em tratamento com medicacao :……. Ha uma semana em casa, acorda muito cedo, se prepara e vai para rua e retorna so as 18 ou 19hs. Nos finais de semana regressa a tardinha. Ela nao conversa comigo. E tudo que eu falo ou tento ajudar ou oferecer algo par comer… ela retruca grosseiramente dizendo que e independente e nao quer nem precisa de ajuda. Hoje pela manha, saiu as 6 da manha, levando saco com objetos dela para doar… Essa e uma das manias dela, vai jogando tudo fora, e comete outros desvios em lojas ou quando foge de casa e se hospeda em hoteis e depois nao tem dineheiro para pagar… Ela ganha apenas um salario minimo e gosta muito de viver num nivel de qualidade que nao e o dela, especialmente quando esta em crise., Ultimamente ela nao sai da crise. Sua cabeca e pensamento e sempre meio parecido. Eu tenho a impressao que ela ja e esquizofrenica ha muito tempo. Nao sei mais como lidar com isso… porque ha 13 anosfiquei diabetica II com insulina e comprimidos. Minha sorte e ter um excelente gosto por dormir e facilidade para tal, mas ela levanta varias vezes a noite e tudo isso e o que ela pode estar fazendo e aprontando na rua… com essa cabeca… e de que nao nos aceita mais e quer um novo nucleo familiar… Ah, ha dois anos, mais ou menos… ela fugiu de casa e ficava dormindo pela rua e foi um verdadeiro inferno na nossa vida!!!! Tive um aneurisma nos olhos… hipertensao e problema nos ossos. Agora, pretendo aposentar, mas nao sei como vou aguentar essa barra, pois vivo sozinha. Tenho receios que ela coloque novamente fogo em casa… Como poderia receber ajuda do senhor fora do rio de janeiro e ter um real diagnostico dela – ela com sua independencia se medica como e quando quer… Se eu nao fosse uma pessoa orante e fervorosa… ja teria sucumbido… Hoje, tento nao me deixar cair na esperanca e ver que nesse tunel escuro ha uma luz que nao se apagara e trara uma solucao. Deus o abencoe, doutor. Obrigada e desculpa por descarregar tudo isso! Maris

Add your comment