Blog

Blog

Movimentos para construção de redes de apoio em saúde mental, assista ao segundo vídeo do Evento Entrelaços 2018!

Editor do Portal 20 de dezembro de 2018 Blog, Depoimentos, Multimídia No comments
featured image

Este ano o evento de encerramento do Programa Entrelaços debateu a construção de redes de apoio social para as pessoas que convivem com transtornos mentais severos, como a esquizofrenia, iniciativas que se tornaram um elemento central e aglutinador do processo de recuperação em saúde mental, da defesa dos direitos dos usuários e de seus familiares e do apoio mútuo com a possibilidade de formação de novos laços sociais que fortalecem vínculos e ampliam horizontes.

A segunda parte do encontro debate experiências de construção de redes de apoio que deram certo e unem pares em torno do mesmo propósito.

Margarete BritoMargarete Brito conta sua luta para trazer o canabidiol, composto da maconha que trata a convulsão de sua filha, até conseguir fundar a APEPI e regulamentar o uso da substância junto a ANVISA, beneficiando milhares de pacientes.


Rosane NagibRosane Nagib, que participou do Programa Entrelaços em 2015, fala de suas duas visitas a Fountain House, em Nova Iorque, casa idealizada para ser um espaço de apoio e integração entre pares que passam pela experiência da doença mental e se recuperam através do trabalho, das artes e de outras iniciativas sociais que ocorrem dentro da casa, criada e coordenada por eles.


Eduardo VasconcellosEduardo Vasconcellos nos conta a história dos movimentos de associações e de pares em saúde mental no Brasil, da qual é testemunha e também protagonista com a criação do Projeto Transversões, que cria grupo de pares em Centros de Atenção Psicossocial (CAPS).


sarau entrelaçosO evento deste ano foi abrilhantado pelo Sarau Entrelaços, grupo de músicos que se reuniu para ensaiar um pequeno concerto exclusivamente para o evento. Eles se reuniram durante algumas semanas no Centro Municipal de Saúde em Botafogo, onde também acontece o Grupo Construindo Horizontes.


Esperamos que o vídeo estimule as pessoas que convivem com o transtorno mental a se unirem e a juntarem as forças, reivindicando seus direitos, apoiando-se mutuamente, lutando contra o estigma e a favor da recuperação e da cidadania.

Add your comment