Blog

Blog

Chega ao Brasil a Lurasidona, nova opção de tratamento para esquizofrenia e transtorno bipolar.

Editor do Portal 31 de outubro de 2017 Artigos, Blog, Noticias 32 comments
featured image

Chega este mês no Brasil, aprovado pela ANVISA (Agência de Vigilância Sanitária), a lurasidona (Latuda), mais uma opção para o tratamento da esquizofrenia e da depressão bipolar.

Lurasidona (comercializado com o nome de fantasia Latuda, pelo laboratório Daiichi Sankyo Brasil) é uma molécula com propriedades antipsicóticas da classe dos atípicos ou de segunda geração, agindo como antagonista (bloqueadora) de receptores de dopamina D2 e D3 e de receptores de serotonina 5-HT2A e 5-HT7 e como agonista parcial (estimulante) de receptores serotoninérgicos 5-HT1A.

Ela é aprovada nos EUA desde 2010 para o tratamento da esquizofrenia e desde 2013 para o transtorno bipolar (episódios depressivos).

É um antipsicótico de segunda geração como menor risco de efeitos cardiovasculares, ganho de peso e aumento de colesterol.

Alguns estudos mostram que a lurasidona tem uma eficácia em sintomas cognitivos, melhorando funções como atenção, memória e função executiva.

Latuda será comercializada no Brasil em doses de 20mg, 40mg e 80mg.

Vejam o comunicado da ANVISA:

Por: Ascom/Anvisa
Publicado: 18/10/2017 15:27
Última Modificação: 18/10/2017 15:33

Um medicamento inédito para a esquizofrenia e depressão associadas ao transtorno bipolar recebeu registro da Anvisa. O novo produto é o Latuda (cloridrato de lurasidona), um antipsicótico que deve ser comercializado em comprimidos de 20mg, 40mg e 80mg, em embalagens de 7, 14, 30 ou 60 comprimidos.

O novo produto traz algumas melhorias para o paciente como a baixa alteração do perfil metabólico, o que significa menor ganho de peso e alterações limitadas no perfil de gorduras e glicose do organismo.

Como se trata de um antipsicótico, a lurasidona foi enquadrada na categoria de medicamentos controlados e sua venda será feita somente com receita especial em duas vias.

O medicamento já havia sido aprovado na Europa e nos EUA. O registro foi publicado na última segunda-feira (16/10).

Quer saber as notícias da Anvisa em primeira mão? Siga-nos no Twitter @anvisa_oficial e Facebook @AnvisaOficial

32 comments

ana cecília salis - 31 de outubro de 2017

Sempre importante essas suas atualizações!

Ana - 31 de outubro de 2017

Muito importante mesmo!

Márcia - 31 de outubro de 2017

E o preço? Será acessível? Até chegar nós medicamentos de alto custo das prefeituras….

Fábio - 31 de outubro de 2017

Obrigado por postar vou conversar com minha psiquiatra, abraços!

Ariele - 1 de novembro de 2017

Será q esse medicamento serve para escrizofenia refratária? Meu irmão já engordou 30 quilos em menos de um ano. O medicamento engorda muito.

claudio nienow - 2 de novembro de 2017

esta na lista do sus ?

Jozeane Ramos - 3 de novembro de 2017

Gostei, pelo fato de engordar menos e fazer menos mal p o coração.

Editor do Portal - 13 de dezembro de 2017

Claudio, ainda não está nem nas farmácias. Obteve a aprovação pela ANVISA e está em fase de precificação, devendo chegar às farmácias em abril de 2018.

Editor do Portal - 13 de dezembro de 2017

Ariele, o único antipsicótico com eficácia comprovada na esquizofrenia refratária é a clozapina.

yuri - 20 de março de 2018

Já é possível comprar em farmácias aqui no Brasil ?

Marcela - 9 de abril de 2018

Olá. Será que podemos mesmo esperar por ele em abril? Eu já liguei na anvisa e tentei contato com o laboratório, mas o site está fora do ar. Eu preciso dessa medicação com urgência para uso concomitante.

Marcela - 9 de abril de 2018

Sobre o invega trinza. Quando será comercializado?

Editor do Portal - 26 de abril de 2018

Marcela, provavelmente até o final de 2018 ou inicio de 2019.

Editor do Portal - 26 de abril de 2018

Marcela, estará nas farmácias em maio.

Editor do Portal - 26 de abril de 2018

Sim, a partir de maio.

Marcus - 7 de maio de 2018

Latuda já chegou nas farmácias. Preço variando entre 240 à 320 reais, dependendo da dosagem.

Cinthia Quadros - 18 de junho de 2018

Qual a eficácia e tempo de melhora da Latuda?

Miguel - 29 de junho de 2018

Dr leonardo, essa medicação tem indicação para melhora de pensamentos suicidas?

Editor do Portal - 17 de julho de 2018

Miguel, não há estudos sobre ideação suicida e lurasidona, mas, como um medicamento eficaz nos quadros depressivos e psicóticos, deve ter algum efeito no combate a esses sintomas.

Editor do Portal - 17 de julho de 2018

Cinthia, como os demais antipsicóticos, é necessário aguardar de 4 a 8 semanas para avaliação do efeito.

Ana Paula Prado - 20 de julho de 2018

Dr. Leonardo, ele é indicado para pacientes bipolares tipo II com sintomas de ansiedade?

Rivane Ramos - 14 de agosto de 2018

É verdade que Latuda engorda?Eu preciso tomar ms não quero engordar!

mara - 16 de agosto de 2018

DR. meu filho comecou tomar 40mg de latuda faz uma semana e ainda nao teve melhora (agitado,pensamento desordenados, falta sono), sera que e pouco esta dose, ou demora mesmo para comecar fazer efeito.

MARIA - 31 de outubro de 2018

Sofro há mais de 20 anos de depressão bipolar e tive vários surtos. Andei em vias de fato de suicidar-me duas vezes. Por que tanto tempo para chegar ao Brasil a lurasidona…

Editor do Portal - 18 de novembro de 2018

Mara, a dose antipsicótica do Latuda costuma ser entre 80 e 160mg/d.

Editor do Portal - 18 de novembro de 2018

Rivane, está entre os antipsicóticos que dão menos ganho de peso.

Editor do Portal - 18 de novembro de 2018

Ana Paula, ele tem indicação em transtorno bipolar.

Fabio - 18 de novembro de 2018

Tive agitação e mal estar horrivel

Luisa - 20 de novembro de 2018

Vou iniciar hoje com a medicaçao latuda 40mg ,pois estou com muota oscilaçoes de humor e muitas crises depressiva junto sou bipolar1 mas uso outras medicaçoes bupropiona ,topiramato, e alprazolan minha medica orientou que nas primeiras semanas a adptaçao da medicaçao nova pode ter reaçoes me orientou a ter Plasil para tomar caso tenha muito mal estar.Daqui umas semanas vou deixar meu comentario de como foi adptaçao com a nova medicação.

Neri - 26 de novembro de 2018

Iniciei o latuda com meia dosagem por dois dias e foi a pior experiência da minha vida. Sempre peça uma segunda opinião médica. Este medicamento é um veneno farmacêutico.

Graça - 28 de novembro de 2018

Meu amigo toma Latuda há 2 meses, mas está com uma tremedeira horrivel que não cosegue nem assinar o nome, treme o corpo inteiro todo o tempo.
Será que isso não induz a doença de Parkinson? Como corrigir este efeito colateral da Latuda?

Editor do Portal - 11 de dezembro de 2018

Graça, um dos fatores que influencia isso é a titulação da dose. A lurasidona deve ser iniciada em doses bem baixas e aumentada gradativamente de acordo com a tolerabilidade do paciente. De fato ela pode causar efeitos parkinsonianos como os demais antipsicóticos, mas o início com doses mais altas parece sensibilizar os pacientes, principalmente aqueles que não tem história de uso de antipsicóticos ou sensibilidade maior aos efeitos parkinsonianos.

Add your comment